sábado, 16 de junho de 2012

Ele tem que ser o primeiro a saber

Olá! Pessoal.
A vida anda um pouco corrida, esta difícil passar por aqui, Mas o bom filho a casa torna, e eu não poderia deixar de contar as maravilhas que o senhor tem feito na minha vida.
No final do ano de 2011 e no começo de 2012 eu andava me sentindo digamos que" sem utilidade" não estava trabalhando e nem fazendo nada! e como todos sabem mente vazia, desocupada...
Todos os dias pedia ao senhor que me ajudasse a encontrar algo em que eu pudesse me dedicar e ser realmente boa, uma profissão, para me ocupar e é claro ganhar um dinheirinho.
No final do ano passado, em meios as orações, depois de algumas pesquisas senti um desejo de cursar uma faculdade e seria ela Design de Interiores. Que é projetar ambientes, decora-lo, deixando mais bonito e confortável. Só que havia um pequeno probleminha eu deixei a escola no 2º ano do ensino médio e estava parada a muito tempo.
Mas quanto mais eu me informava e orava mais crescia essa vontade dentro de mim.
 Em 2011 mesmo fiz a matricula do enem para me ajudar a eliminar matérias e assim terminar o estudo fundamental,  para quem sabe no final do ano seguinte tentar um vestibular. Matricula feita o jeito era estudar em casa mesmo, na internet e nos livros.
Em Outubro de 2011 fizemos a prova, Queridos a minha nota que saiu em janeiro me surpreendeu, foi muito boa, Suficiente para eliminar o ensino médio e ganhar metade de uma bolsa para a  faculdade de Design, exatamente como eu queria. Aleluias ao senhor que concedeu os desejos do meu coração.
E não para por aí! Notem que eu ganhei metade da bolsa, precisava de trabalho para pagar a outra metade, e como Deus não faz nada pela metade ele me ajudou a conseguir um emprego de 6 horas diárias o que me dá tempo para estudar. Um emprego como eu pedi, tranquilo, com o horário flexível e bom salario.
Hoje estou terminando o primeiro semestre da faculdade com notas boas, para honrar o meu pai,  estou amando estudar e continuo trabalhando. Estou muito feliz e muito grata a Deus por que tem me sustentado até aqui.
Isso é prova de que quando colocamos as nossas necessidades nas mãos de Deus ele trabalha por nós, precisamos sempre nos colocar na presença do Senhor e depender dele para tudo e ele concederá também os desejos do nosso coração.
Ele tem que ser sempre o primeiro a saber, das suas tristezas, dos seus medos, dos seus desejos, das suas dificuldades nunca se esqueça disso!
Fiquem com Deus, e até a próxima.

Sal 77:1  CLAMEI a Deus com a minha voz, a Deus levantei a minha voz, e ele inclinou para mim os ouvidos.





sábado, 25 de fevereiro de 2012

sábado, 27 de agosto de 2011

Vocação – LU&TERO com Marcos Botelho



O que você vai fazer o resto da sua vida?
Por que os jovens mudam de curso varias vezes no meio da faculdade?
Qual a diferença entre ocupação, trabalho, carreira e causa?

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Não posso acreditar que fizemos isso...

Olhando para trás, é duro acreditar que estejamos vivos até hoje. Nós viajávamos em carros sem cintos de segurança ou air bag. Não tivemos nenhuma tampa à prova de crianças em vidros de remédios, portas, ou armários e andávamos de bicicleta sem capacete, sem contar que pedíamos carona nela. 

Bebíamos água direto da mangueira e não da garrafa. Nós gastamos horas construindo nossos carrinhos de rolimã para descer ladeira abaixo e só então descobríamos que tínhamos esquecido dos freios. Depois de colidir com algumas árvores, aprendemos a resolver o problema.

Saíamos de casa pela manhã e brincávamos o dia inteiro, só voltando quando se acendiam as luzes da rua. Ninguém podia nos localizar. Não havia telefone celular. 



Nós quebramos ossos e dentes, e não havia nenhuma lei para punir os culpados.
Eram acidentes. Ninguém para culpar, só a nós mesmos.
Nós tivemos brigas e esmurramos uns aos outros e aprendemos a superar isto. 



Nós comemos doces e bebemos refrigerantes mas não éramos obesos. Estávamos sempre ao ar livre, correndo e brincando. Compartilhamos garrafas de refrigerante e ninguém morreu por causa disso. 
Não tivemos Playstations, Nintendo Wii, vídeo games, 99 canais a cabo, filmes em vídeo, surround sound, celular, computadores ou Internet. Nós tivemos amigos. Nós saíamos e os encontrávamos. Íamos de bicicleta ou caminhávamos até a casa deles e batíamos à porta. Imagine uma tal coisa!
Sem pedir permissão aos pais, por nós mesmos! Lá fora, no mundo cruel! Sem nenhum responsável! 

Como fizemos isso?

Nós fizemos jogos com bastões e bolas de tênis e comemos minhocas e, embora nos tenham dito que aconteceria, nunca nossos olhos caíram ou as minhocas ficaram vivas na nossa barriga para sempre. Nos jogos da escola, nem todo o mundo fazia parte do time. Os que não fizeram, tiveram que aprender a lidar com a decepção...
Alguns estudantes não eram tão inteligentes quanto os outros. Eles repetiam o ano! Que horror! 

Não inventavam testes extras. 

Tivemos liberdade, fracasso, sucesso e responsabilidade, e aprendemos a lidar com isso. 
Você  se identificou? Parabéns você sobreviveu a felicidade.

Desconheço o autor

quinta-feira, 24 de março de 2011

imagem e versículo do dia

Sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a tua face, Senhor,Rocha minha, Libertador meu!
Salmos 19:14

Jesus, Amado da minha alma!

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Eu indico: A virada

Hoje é sábado, dia de assistir um bom filme com a família! 
O filme que vou indicar hoje "A virada" não tem todos aqueles efeitos especiais, nem tecnologias 3D que nos prende na poltrona. Porém todos os filmes que indico aqui, trazem um aprendizado, emocionam e faz pensar. O que bem mais importante.
É um filme que mostra o que acontece quando decidimos servir a Deus e fazer o que é certo.
Muito legal eu recomendo.
Sinopse

Jay Austin quer vender carros usados da pior maneira... e é assim mesmo que ele negocia na sua loja. Promete muito mais do que pode cumprir e faz qualquer coisa para vender um carro. Sua atitude manipuladora se manifesta em todos os seus relacionamentos. Até sua esposa e seu filho sabem que não podem confiar nele. Mas Jay passa a trabalhar na restauração de um modelo clássico conversível e começa a ver que Deus está se esforçando para recupera-lo. Ao encarar a realidade de como ele se comporta de verdade, Jay Austin vive uma grande reviravolta: aprende a honrar a Deus nos negócios, nos relacionamentos, na sua vida toda!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...